Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/966
metadata.dc.type: Artigo
Title: Atuação dos Adidos Civis de Inteligência na América do Sul em temas de Segurança (2015-2020)
Authors: Blaskevicz, Lívia Isabele Mayer
Advisors: Gonzales, Selma Lúcia de Moura
Course: Curso de Altos Estudos em Defesa (CAED)
Keywords: Serviço de Inteligência;Diplomacia;Adidos Civis de Inteligência - América do Sul;Estratégia de Defesa
Issue Date: 2020
Publisher: Escola Superior de Guerra (Campus Brasília)
Abstract: This paper analyzes the missions of the Civil Intelligence Attachés (CIAs) at South American countries in the last five years (2015-2020). With offices in Argentina, Colombia, Paraguay, Peru and Venezuela, Intelligence Officials of Brazilian Intelligence Agency (ABIN) perform activities with Brazilian diplomatic missions. Following the qualitative and quantitative method, bibliographic, documentary and legislation research was used, as well as the collection, analysis and integration of data obtained through a questionnaire addressed to 13 CIAs. Such subsidies allowed us to test our hypothesis: that the performance of the CIAs is relevant to gather information on Security topics and to formulate opportune scenarios for the Brazilian strategic environment. From the responses, we seek to assess the perception about their work, role, importance, and prominent themes, with emphasis on ‘organized crime’. It’ s concluded that the presence of CIAs in South America was a reflection and a contribution to Brazil's international projection, by increasing relations with Diplomacy, Armed Forces and Intelligence Services foreigners. High-level technical advice is an objective for the necessary and desirable institutional cooperation in favor of Brazilian interests. At the end, some reflections on the experiences of the CIAs are presented, which indicate a possible improvement of their missions, in realities both distinct and circumscribed by a common South American context.
Description: Este trabalho analisa as experiências dos Adidos Civis de Inteligência (ACIs) designados para atuar em países da América do Sul, nos últimos cinco anos (2015-2020). Com representações na Argentina, Colômbia, Paraguai, Peru e Venezuela, Oficiais de Inteligência da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) desempenham atividades junto às missões diplomáticas do Brasil. Seguindo o método qualiquantitativo, utilizou-se de pesquisa bibliográfica e de legislação, associada à coleta de dados obtidos por questionário dirigido a 13 ACIs, dentro do recorte espaço-temporal escolhido. Tais subsídios nos permitiram testar nossa hipótese: de que a atuação dos ACIs é relevante para reunir informações sobre temas na área de Segurança, bem como formular cenários oportunos aos processos decisórios sobre o entorno estratégico brasileiro. Aferimos a percepção dos ACIs sobre seu trabalho, papel, importância e os temas destacados em seu acompanhamento, com destaque para o ‘crime organizado’. Conclui-se que sua presença na América do Sul foi favorecida e, também, contribuiu para a projeção internacional do Brasil, propiciando maior visibilidade à Atividade de Inteligência e um incremento na sinergia com a Diplomacia, as Forças Armadas e Serviços estrangeiros congêneres. O assessoramento de alto nível técnico quanto a interesses, oportunidades e ameaças ao Brasil é objetivo comum a esses atores, agregando perspectivas úteis à cooperação institucional. Algumas considerações finais indicam um aperfeiçoamento das missões dos ACIs, em realidades por si distintas, mas circunscritas pelo contexto regional.
URI: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/966
Appears in Collections:Coleção de Artigos (Inteligência)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LIVIA ISABELE MAYER BLASKEVICZ - TCC CAED 2020 v2.pdf620.18 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.