Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/868
metadata.dc.type: Monografia
Title: Aeronave Remotamente Pilotada: necessidades de desafios para a implementação de um esquadrão para a Marinha do Brasil
Authors: Fonseca Júnior, Augusto José da Silva
Advisors: Jesus Neto, Josué Batista de
Course: Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE)
Keywords: Marinha do Brasil;Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPAS);Aviação Naval;Pilotos - capacitação
Issue Date: 2018
Publisher: Escola Superior de Guerra (Campus Rio de Janeiro)
Abstract: The Brazilian Navy in your Articulation and Equipment Plan glimpses the Unmanned Aerial Vehicles (UAV) acquisition to maritime patrol, monitoring and combat to support the naval forces in several scenarios. In this sense, some actions were done by the navy operational sector, by having the Naval Aviation Command created an executive group to start the studies related to the organizational structure, operational aspects and the personal training necessary to create a new UAV squadron. Within this approach, is important to know the best way to implement this new capacity for the Brazilian Navy. In this way, this monography presents a proposal that contains the needs and challenges that will be faced for the operational implementation of the UAV squadron, in what concerns to personal training, organizational structure and operational aspects. Therefore, a bibliographical and documental research was made, aiming to investigate the implementation process already developed by other organizations, both at brazilian level and other countries, approaching criteria for personal selection and qualification and the infrastructure needs for the UAV operation. The studies were delimited from the actions already developed by the Brazilian Air Force (FAB) for the 1°/12° Aviation Group implementation in Santa Maria – RS and the procedures adopted by brazilian public agencies and armed forces from other countries.
Description: A Marinha do Brasil (MB), em seu Plano de Articulação e Equipamento (PAEMB) vislumbra a obtenção de sistemas ARP para patrulha marítima, monitoramento e combate, em apoio às forças navais em variados cenários. Nesse sentido, algumas ações já foram realizadas pelo setor operativo, tendo o Comando da Aviação Naval criado um grupo executivo para iniciar os estudos relacionados à estrutura organizacional, aos aspectos operacionais e à capacitação de pessoal necessários à criação de uma futura unidade aérea de ARP. Dentro deste enfoque, torna-se importante conhecer a melhor maneira de se implementar esta nova capacidade para a MB. Assim, esta monografia apresenta uma proposta que contempla as necessidades e os desafios que serão enfrentados para a implementação operacional de um esquadrão de aeronaves remotamente pilotadas (ARP), no que concerne à capacitação de pessoal, estrutura organizacional e aspectos operacionais. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica e documental, visando investigar os processos de implementação já desenvolvidos por outras organizações, tanto a nível de Brasil como em outros países, abordando os critérios para a seleção e qualificação de pessoal e as necessidades de infraestrutura requeridas para a operação das ARP. Os estudos foram delimitados a partir do levantamento das ações já desenvolvidas pela Força Aérea Brasileira (FAB) para a implementação do 1°/12° Grupo de Aviação (GAv) em Santa Maria – RS e dos procedimentos adotados em órgãos públicos do Brasil e em forças armadas de outros países.
URI: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/868
Appears in Collections:Coleção de Monografias (Estratégias de Defesa)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
augusto jose da silva fonseca junior - VF.pdf1.52 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.