Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/858
metadata.dc.type: Monografia
Title: Exploração de hidrocarbonetos no mar, um novo obstáculo à paz definitiva entre Líbano e Israel: novos desafios à MTF-UNIFIL
Authors: Ferreira, José Augusto Silva
Advisors: Marcondes, Danilo
Course: Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE)
Keywords: Operações de Paz;UNIFIL;Hidrocarbonetos;Geopolítica
Issue Date: 2018
Publisher: Escola Superior de Guerra (Campus Rio de Janeiro)
Abstract: This monograph discusses the discovery and consequent exploitation of hydrocarbons in the Economically Exclusive Zone of Lebanon as a threat to stability in the region, where Brazil holds the Command of a Maritime Task Force under the aegis of the UN. This study aims to analyze the possible impacts on the operational maneuver of the MTF and to present possible subsidies to mitigate the negative effects of the new operating environment, based on the diagnosis of the various elements that compose the current scenario and the formulation of prospective scenarios. The methodology adopted included a bibliographical and documentary research, aiming to search for theoretical references, besides the author's experience as Commander of the Captain's Ship and Chief of Staff of the MTF. In order to prospect future scenariuns it was used the Superior War College’s Estrategic Planning Metodology. The field of study was limited to addressing the main regional historical and geopolitical elements, in the scope and depth needed for the proper understanding of the MTF-UNIFIL performance scenario. The reporting of the formation of the states involved took place in the time window between the middle of the 20th century and the present day. The description of the operation of the MTF was limited to the elements that draft the limits of its operation within the current mandate of UNIFIL, without delving into technical-operational details. The legal analysis was limited to the United Nations Convention on the Law of the Sea and the treaties and agreements signed by the three countries bordering on the maritime region in dispute: Lebanon, Israel and Cyprus. The conclusion indicates that there is no prospect that the exploitation of hydrocarbon reserves could impede or cause a significant impact on the continuity of the Brazilian participation in MTF-UNIFIL provided that: the Brazilian State elaborates its caveats for the new scenario; the MTF improves the planning resulting from UNIFIL contingent plans; and in case of a significant change of mandate, the Ministry of Defense, together with the Ministry of Foreign Affairs, send a new request for participation in UNIFIL to the National Congress.
Description: Esta monografia aborda a descoberta e consequente exploração de hidrocarbonetos na Zona Economicamente Exclusiva do Líbano como uma ameaça a estabilidade na região, onde o Brasil detém o Comando de uma Força-Tarefa Marítima sob a égide da ONU. O objetivo deste estudo é, a partir do diagnóstico dos diversos elementos que compõem o cenário atual e da formulação de cenários prospectivos, analisar os possíveis impactos à manobra operacional da MTF e apresentar possíveis subsídios para mitigar efeitos negativos do novo ambiente operacional. A metodologia adotada comportou uma pesquisa bibliográfica e documental, visando buscar referenciais teóricos, além da experiência da autor como Comandante do Navio Capitânia e Chefe do Estado-Maior da MTF. Para formulação dos cenários prospectivos, foi utilizada a Metodologia de Planejamento Estratégico da Escola Superior de Guerra. O campo de estudo se limitou a abordar os principais elementos históricos e geopolíticos regionais, na abrangência e profundidade necessárias à correta compreensão do cenário de atuação da MTF-UNIFIL. O relato da formação dos Estados envolvidos ocorreu na janela temporal entre a metade do século XX e os dias atuais. A descrição da operação da MTF limitou-se aos elementos necessários ao traçado dos limites de sua atuação dentro do atual mandato da UNIFIL, sem se aprofundar em detalhes técnicos-operacionais. A análise jurídica foi limitada à Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar e aos tratados e acordos firmados pelos três países lindeiros à região marítima alvo de controvérsias: Líbano, Israel e Chipre. A conclusão indica que não há perspectiva de que a exploração das reservas de hidrocarbonetos possa impedir ou causar impacto significativo à continuidade da participação brasileira na MTF-UNIFIL desde que: o Estado brasileiro elabore suas caveats previstas para o novo cenário de atuação; a MTF aperfeiçoe os planejamentos decorrentes dos planos contingentes da UNIFIL; e, caso haja mudança significativa do mandato, o Mistério da Defesa, em conjunto com o Ministério das Relações Exteriores, encaminhe nova solicitação de participação na UNIFIL ao Congresso Nacional.
URI: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/858
Appears in Collections:Coleção de Monografias (Operações de Paz)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
José Augusto Silva Ferreira.pdf1.46 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.