Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/789
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAraújo, Carlos Alberto Gonçalves dept_BR
dc.contributor.authorGarcia, Abílio Nevespt_BR
dc.date.accessioned2020-11-21T03:43:11Z-
dc.date.available2020-11-21T03:43:11Z-
dc.date.issued2019-
dc.identifier.urihttps://repositorio.esg.br/handle/123456789/789-
dc.descriptionA Missão Espacial Completa Brasileira (MECB) é um programa integrado que visa à especificação, o projeto, o desenvolvimento, a construção e a operação de satélites de fabricação nacional, colocados em órbita por um veículo lançador (veículo de acesso ao espaço) nacional lançados de um centro de lançamento situado em território brasileiro. Neste contexto, são de responsabilidade d o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) as atividades relativas ao desenvolvimento de veículos lançadores. O objetivo do presente trabalho é o de investigar os pont os fracos que devem ser enfrentados para a consecução do desenvolvimento de um veículo lançador de micros satélites, limitando se à identificação das tecnologias críticas a serem dominadas, às correspondentes necessidades de Recursos Humanos e de recursos financeiros no contexto do Programa Espacial Brasileiro (PEB). Para o desenvolvimento de um veículo lançador de satélites nacional, a análise dos resultados indicou que : o IAE necessita dominar um total de 44 tecnologias críticas, sendo 09 na área de Pro pulsão, 13 na área de Eletrônica, 10 na área de Sistemas Espaciais, 02 na área de Materiais, 05 na área de Química e 05 na área de Integração e Ensaios. Cada uma dessas tecnologias foi priorizada, em suas respectivas áreas do conhecimento, a fim de possibilitar a tomada d e decisões por parte do agente Diretor; b) a necessidade mínima de recursos financeiros para o desenvolvimento das tecnologias críticas supracitadas é da ordem de US$ 142 milhões (dólares americanos), contudo, verificou se que o histórico de investimentos, nos últimos 12 anos, tem se mantido, tipicamente, com valores aportados inferiores a 20% do montante total planejado por ano; e c) a necessidade de Recursos Humanos especializados deficitários no quadro de funcionários do IAE representa um montante total de 290 Servidores Civis e/ou Militares, sendo 145 na área de Propulsão, 46 na área de Eletrônica, 30 na área de Sistemas Espaciais, 12 na área de Materiais, 19 na área de Química e 38 na área de Integração e Ensaios. Constatou-se, também, que nos quadros de funcionários do IAE existem 614 cargos vagos de Servidores Civis e que estes poderiam ser preenchidos pela realização de concursos públicos. Finalmente, o presente trabalho conclui que para o Brasil ser um país soberano no domínio das tecnologias da área espacial, o PEB deve se tornar um Programa de Estado que não sofra alterações ao bel das mudanças oriundas das alternâncias de Governo.pt_BR
dc.description.abstractThe Brazilian Complete Space Mission (MECB) is an integrated program that aims the specification, design, development, construction and operation of nationally manufactured satellite s , placed in orbit by a national launcher, launched from a launching center located in Brazilian territory. In such con text, the Institute of Aeronautics and Space (IAE) is responsible for the activities to develop launching vehicles . The objective of this work is to investigate the weaknesses that must be faced in order to achieve the development of a micro satellite launch vehicle, and the scope is to identify the critical technologies to be developed and the corresponding Human Resources and financial resources needs in the context of the Brazilian Space Program (PEB). For the development of a national satellite launch vehicle, the analysi s of the results indicated that: a) the IAE needs to develop a total of 44 critical technologies, 09 in Propulsion field, 13 in Electronics field, 10 in Space Systems field, 02 in Materials field, 05 in Chemistry field and 05 in Integration and Testing field. Each of these technologies has been prioritized in their respective fields of knowledge to enable decision making by the managing agent; b) the minimum need for financial resources is around US $ 142 million (US dollars), however, it has been found that the investment history over the last 12 years has typically remained below 20 % of total planned amo unt per year; and c) the need for specialized human resources currently deficient in IAE staff represents a total amount of 290 Civilian and or Military government employees , 145 in Propulsion field, 46 in Electronic s field, 30 in Space Systems field, 12 i n Materials field, 19 in Chemistry field and 38 in Integration and Testing field. It was also found that in IAE staff there are 614 vacant positions for Civil ian government employees and that these vacant positions could be filled up by holding public tend ers. Finally, the current work concludes that for Brazil to be a sovereign country in the field of space technologies, the PEB must become a State Program that does not undergo es to changes due to changes arising from Government alternations.en_US
dc.language.isoportuguêspt_BR
dc.publisherEscola Superior de Guerra (Campus Rio de Janeiro)pt_BR
dc.subjectVeículos de lançamento (Aeronáutica)pt_BR
dc.subjectInstituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)pt_BR
dc.subjectInovação tecnológicapt_BR
dc.subjectMicrossatélitespt_BR
dc.titleUma radiografia do desenvolvimento de Veículos Lançadores de Satélites no Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE)pt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.publisher.departmentCurso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE)pt_BR
Appears in Collections:Coleção de Monografias (Empreendedorismo e Inovação)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ABÍLIO NEVES GARCIA.pdf1.72 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.