Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1836
metadata.dc.type: Monografia
Title: A Evolução das guerras contemporâneas e o papel da saúde operacional: lições do atual conflito Rússia e Ucrânia
Authors: Cunha, Luci Alcione Apocalypse da
Advisors: Carneiro, Julio Cesar Simões Menescal
Course: Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE)
Keywords: Saúde Operacional em Combate (SOC);Guerras – Busca e Salvamento;Guerra contemporânea;Conflito Rússia - Ucrânia
Issue Date: 2023
Publisher: Escola Superior de Guerra
Abstract: This work addresses the topic of Defense from the perspective of the Armed Forces regarding Combat Medicine Operations (CMO). It provides a brief analysis of the evolution of contemporary armed conflicts to understand the transformations and improvements in combat medical assistance strategies. It is observed that over the past decades, counterinsurgency operations in the Middle East have had a significant impact on the field of military medicine, resulting in important advancements in reducing the combatant fatality rate. Tactical Combat Casualty Care (TCCC) and the use of rotary-wing aircraft for search, rescue, and casualty evacuation to field hospitals have provided agility and have been crucial in adhering to the Golden Hour Theory (GHT), as formulated by the American surgeon Rufus Adams Coley. This theory posits that patients must receive emergency care procedures during the first hour after a traumatic event, as it is the period in which survival chances are considerably higher. However, the current armed conflict between Russia and Ukraine has presented a different scenario, posing a significant challenge to combat medical operations. Initiated in February 2022 with Russia's invasion of Ukraine, the combat has been characterized by mutual denial of airspace, intensive use of unmanned aerial vehicles (UAVs), drone swarms (a type of UAV), missiles of various ranges, and non-governmental armed groups that do not adhere to International Humanitarian Law (IHL). This scenario, with opponents of similar capabilities equipped with modern technology and operating in multiple domains and on a large scale, has led to a significant increase in the number of casualties and multiple simultaneous victims, making effective aerial evacuation of these casualties unfeasible. This contrasts with previous conflicts where aerial support played a prominent role, shaping the current CMO doctrine within the Brazilian Ministry of Defense (BMD). Therefore, this study aims to analyze similarities and differences between the Russo-Ukrainian conflict and military conflicts in the Gulf (1990), Afghanistan (2001), Iraq (2003), and against the Islamic State (2014), focusing on implications for combat medical operations in the Theater of Operations (TO). The overall objective of this research is to qualitatively assess and comparatively analyze the scenarios, under the GHT, to identify the changes in MOC doctrine in the current armed conflict between Russia and Ukraine compared to major conflicts from 1990 to 2020 that necessitate the acquisition of new capabilities. As a specific objective, it aims to identify developments that require updates to the readiness and employment doctrine of assets within the BMD or new policies to enhance the survival rate of wounded combatants. The study concluded that there have been substantial changes in combat strategies, indicating the need for a revision of the current CMO doctrine or policies within the BMD to address these challenges.
Description: Este trabalho aborda o tema Defesa sob a perspectiva Forças Armadas quanto à Saúde Operacional em Combate (SOC). Traz uma breve análise sobre a evolução dos conflitos armados contemporâneos no sentido de se compreender as transformações ocorridas e aprimoramentos junto às estratégias de assistência médica em combate. Observa-se que, durante as últimas décadas, as operações de contra insurgência no Oriente Médio tiveram um impacto significativo no campo da medicina militar, resultando em importantes avanços para a redução da taxa de letalidade de combatentes. O Atendimento Pré-hospitalar Tático (APHT) e o uso de aeronaves asas rotativas para missões de busca, salvamento e evacuação de feridos para hospitais de retaguarda deram agilidade e foram cruciais no cumprimento da Teoria da Golden Hour (TGH), ou “Hora de Ouro”, como tradução do inglês, formulada pelo cirurgião norte americano Rufus Adams Coley, a qual se consagrou fundamental no campo da medicina de emergência. Essa teoria postula que os pacientes devem receber os cuidados de emergência, com procedimentos determinados, durante a primeira hora, após o evento traumático, pois é o período no qual as chances de sobrevida são consideravelmente maiores. Todavia, o atual conflito armado entre Russia e Ucrânia trouxe outro cenário, tornando-se grande desafio para a saúde operacional. Iniciado em fevereiro de 2022, com a invasão da Ucrânia pela Rússia, o combate tem se caracterizado por estratégias de negação mútua do espaço aéreo, com utilização intensiva de veículos aéreos não tripulados (VANT), enxame de drone (Tipo de VANT), mísseis de diferentes alcances e grupos armados não governamentais, os quais não respeitam o Direito Internacional dos Conflitos Armados (DICA). Cenário com adversários de capacidades próximas, dotados de moderna tecnologia e atuando em multidomínios e em larga escala, trouxe aumento significativo no número de feridos e múltiplas vítimas simultâneas, além de inviabilizar uma evacuação aérea efetiva desses feridos. Isso contrasta com conflitos anteriores, onde o apoio aéreo desempenhava papel proeminente, norteando a atual doutrina de SOC junto ao Ministério da Defesa (MD). Portanto, este estudo vem analisar semelhanças e diferenças entre o conflito russo-ucraniano e os conflitos militares do Golfo (1990), Afeganistão (2001), Iraque (2003) e contra o Estado Islâmico (2014), limitando-se às implicações para a saúde operacional no Teatro de Operações (TO). Assim, o objetivo geral desta pesquisa é verificar, de modo qualitativo e análise comparativa dos cenários, sob a égide da TGH, quais foram as mudanças ocorridas na doutrina de SOC no atual conflito armado entre Russia e Ucrânia, em relação aos principais conflitos ocorridos de 1990 a 2020, que exijam a obtenção de novas capacidades. Como objetivo específico, vem identificar evoluções que exijam atualizações na doutrina de preparo e emprego de meios junto ao MD, ou novas políticas, visando aprimorar a taxa de sobrevivência de combatentes feridos. O estudo concluiu que houve mudanças substanciais nas estratégias de combate, o que aponta para a necessidade de uma revisão na atual doutrina de SOC ou de políticas junto ao MD, a fim de enfrentar tais desafios.
URI: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1836
Appears in Collections:Coleção de Monografias (Saúde)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAEPE.61 TCC VF.pdf1.05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.