Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1569
metadata.dc.type: Monografia
Title: Vivendo de forma mais segura: uma análise dos impactos das políticas públicas de defesa civil na gestão de redução de riscos de desastres na promoção de desenvolvimento social e econômico
Authors: Borges, Alex de Almeida
Advisors: Oliveira, Leonardo Augusto dos Santos
Course: Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE)
Keywords: Defesa Civil;Prevenção de riscos;Políticas públicas;Desastres naturais
Issue Date: 2022
Publisher: Escola Superior de Guerra
Abstract: The increase in the number of natural disasters, as well as their social and economic effects, in recent years, has caused a greater demand, by the media, population and control bodies, in the members of the Civil Defense and Protection system regarding the reduction of of its effects on society, as they have been increasingly overwhelming. The present research seeks to analyze the effects and impacts of public policies for Civil Defense and Protection in the management of disaster risk reduction in the promotion of social and economic development. To this end, the research on screen analyzed the concepts of disaster risk perception; disaster risk reduction; disaster risk reduction management; disaster risk reduction education; and, social capital and social mobilization. This arrangement is studied based on a literature review, document analysis and interviews with the Civil Defense and Protection managers of the main municipalities in RJ, which were chosen because of their experience and different municipal characteristics. Thus, it was found that, in fact, the internalization of the culture of disaster risk perception in the population reinforces the programs and public policies of disaster risk reduction, which promote and promote social well-being and socioeconomic development in areas vulnerable to disasters. , in addition to reducing the number of deaths resulting from disasters.
Description: O aumento do número de desastres naturais, bem como dos seus efeitos sociais e econômicos, nos últimos anos, tem ocasionado uma cobrança maior, por parte da mídia, população e órgãos de controle, nos integrantes do sistema de Proteção e Defesa Civil quanto a redução dos seus efeitos na sociedade, dado que os mesmos têm sido cada vez mais avassaladores. A presente pesquisa procura analisar os efeitos e impactos das políticas públicas de Proteção e Defesa Civil na gestão de redução de risco de desastres na promoção de desenvolvimento social e econômico. Para tal, a pesquisa em tela analisou os conceitos de perceção de risco de desastres; redução de risco de desastres; gestão de redução de risco de desastres; educação de redução de risco de desastres; e, de capital social e mobilização social. Este arranjo e estudado a partir de revisão da literatura, análise documental e de entrevistas com os gestores de Proteção e Defesa Civil dos principais municípios do RJ, os quais foram escolhidos em virtude da experiência e distintas características municipais. Assim, verificou-se que de fato a internalização da cultura de perceção de risco de desastres na população reforça os programas e políticas públicas de redução de risco de desastres cujas fomentam e propiciam o bem-estar social e o desenvolvimento socioeconômico em localidades vulneráveis aos desastres, além de reduzirem o número de óbitos decorrentes dos desastres.
URI: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1569
Appears in Collections:Coleção de Monografias (Segurança Pública)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAEPE.04 TCC VF.pdf699.29 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.