Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1479
metadata.dc.type: Monografia
Title: A Amazônia Azul e o pré-sal: novas perspectivas para o Brasil no cenário geopolítico internacional
Authors: Machado, Rogerio Antunes
Advisors: Góes, Guilherme Sandoval
Course: Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE)
Keywords: Direito marítimo;Geopolítica;Amazônia Azul;Petróleo
Issue Date: 2021
Publisher: Escola Superior de Guerra (Campus Rio de Janeiro)
Abstract: Brazil, nowadays, has a border that has not yet been defined, its maritime border. In order to draw the attention of society and the government, Admiral Roberto de Guimarães Carvalho, former Commander of the Navy, compared this area so little known by Brazilians to the “Green Amazon”, calling it the “Blue Amazon”. Like the green, rich and extensive Amazon, the Blue Amazon has many riches that are unknown for the time being. With Brazil's request to the Commission on the Limits of the Continental Shelf (CLPC), for its extension beyond the legally recognized 200 nautical miles, this area will reach a maritime area of about 5.7 million km², providing much more natural resources to be explored, especially oil. This work presents the relationship between oil and the Blue Amazon, and the consequences for Brazil in the international geopolitical scenario. Initially, it describes the origin and concept of geopolitics and presents Brazilian geopolitical thought facing the sea, especially the South Atlantic, warning about the importance of this maritime region and emphasizing the need for the presence of our naval resources in this region. Then, it presents the concept of the Blue Amazon and its dimensions, approaching the legal issues about the maritime limits of the Coastal States and the current position of the Brazilian proposal for the extension of the continental shelf with the CLPC. Then, it highlights the potential and riches of the Blue Amazon, such as mineral resources, fishing activity and oil, and presents government policies aimed at exploring and exploiting this immense potential. It then highlights the geopolitical value of oil as the main energy source in the world and, as it is a non-renewable resource, the search for alternative solutions to replace it. Soon after, it highlights the importance of oil from the Blue Amazon, its strategic role in national development and the discovery, by PETROBRAS, of immense offshore oil fields in the pre-salt layer. Finally, it draws attention to the greed and international interests that may arise regarding the riches of the Blue Amazon, especially oil, and the responsibility of the Brazilian Navy in the defense and protection of this rich Brazilian maritime heritage that will soon place Brazil as a new protagonist in the global geopolitical context.
Description: O Brasil, nos dias de hoje, possui uma fronteira que ainda não foi definida, a sua fronteira marítima. No intuito de chamar a atenção da sociedade e do governo, o Almirante-de-Esquadra Roberto de Guimarães Carvalho, ex-Comandante da Marinha, comparou essa área tão pouco conhecida pelos brasileiros com a “Amazônia Verde”, chamando-a de “Amazônia Azul”. Tal qual a Amazônia verde, rica e extensa, a Amazônia Azul possui muitas riquezas por ora desconhecidas. Com o pleito do Brasil junto a Comissão de Limites da Plataforma continental (CLPC), de extensão da mesma além das 200 milhas náuticas juridicamente reconhecidas, essa área atingirá uma área marítima com cerca de 5,7 milhões de km², proporcionando muito mais recursos naturais a serem explorados, especialmente o petróleo. Esse trabalho apresenta a relação entre o petróleo e a Amazônia Azul, e as consequências para o Brasil no cenário geopolítico internacional. Inicialmente, descreve a origem e o conceito de geopolítica e apresenta o pensamento geopolítico brasileiro voltado para o mar, em especial o Atlântico Sul, alertando sobre a importância dessa região marítima e ressaltando a necessidade da presença de nossos meios navais nessa região. Em seguida, apresenta o conceito de Amazônia Azul e as suas dimensões, abordando as questões jurídicas sobre os limites marítimos dos Estados Costeiros e a posição atual da proposta brasileira de extensão da plataforma continental junto a CLPC. Depois, ressalta as potencialidades e as riquezas da Amazônia Azul, tais como os recursos minerais, a atividade pesqueira e o petróleo e apresenta as políticas de governo visando à exploração e o aproveitamento desse imenso potencial. Em seguida, destaca o valor geopolítico do petróleo como a principal fonte energética no mundo e, por ser um recurso não renovável, a busca por soluções alternativas para substituí-lo. Logo após, ressalta a importância do petróleo da Amazônia Azul, o seu papel estratégico no desenvolvimento nacional e a descoberta, pela PETROBRAS, de imensos campos marítimos de petróleo na camada pré-sal. Finalmente, chama a atenção para a cobiça e os interesses internacionais que podem surgir sobre as riquezas da Amazônia Azul, especialmente o petróleo, e a responsabilidade da Marinha do Brasil na defesa e proteção desse rico patrimônio marítimo brasileiro que, em breve, colocará o Brasil como um novo protagonista no contexto geopolítico global.
URI: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1479
Appears in Collections:Coleção de Monografias (Direito Marítimo)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAEPE.81 RogerioMachado.pdf1.05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.