Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1386
metadata.dc.type: Artigo
Title: Interoperabilidade em saúde na defesa brasileira: estágio atual e necessidades de aprimoramento
Authors: Moraes, Laerte Lobato de
Advisors: Wortmeyer, Daniela Schmitz
Course: Curso de Altos Estudos em Defesa (CAED)
Keywords: Forças Armadas - Brasil;Interoperabilidade;Saúde;Operações conjuntas
Issue Date: 2019
Publisher: Escola Superior de Guerra (Campus Brasília)
Abstract: This paper analyzes the current stage of interoperability in the Armed Forces, assessing the extent to which it can be observed in the health of the Brazilian Defense. To this end, an exploratory study of bibliographic and documentary nature was carried out, complemented by an interview with the Head of Department of Health and Social Assistance of Ministry of Defense. Based on the collected information, two axes were analyzed: health policy formulation in the sphere of the Executive Power and the Ministry of Defense, whose documents, when approved, will guide the interoperability in the three Forces; and integration of health practices in certain regions which led to satisfactory immediate results. Finally, some challenges for the implementation of Armed Forces health interoperability were identified, among them the lack of an organizational culture focused on acting in joint actions in the health area. It is concluded that the enhancement of interoperability in defense health may, if effective, result in the saving of means through standardization and optimization of services.
Description: Este trabalho analisa o estágio atual da interoperabilidade nas Forças Armadas, avaliando em que medida ela pode ser observada na saúde da Defesa brasileira. Para tanto, foi realizado um estudo exploratório de cunho bibliográfico e documental, complementado por entrevista com o Chefe do Departamento de Saúde e Assistência Social do Ministério da Defesa. Com base nas informações coletadas, foram analisados dois eixos: formulação de políticas de saúde na esfera do Poder Executivo e do Ministério da Defesa, cujos documentos, quando aprovados, nortearão a interoperabilidade nas três Forças; e integração das práticas em saúde em determinadas regiões, que levaram a resultados imediatos satisfatórios. Por fim, alguns desafios para a implantação da interoperabilidade na saúde das Forças Armadas foram identificados, dentre eles, a falta de uma cultura organizacional voltada à atuação em ações conjuntas na área da saúde. Conclui-se que a potencialização da interoperabilidade na área da saúde na Defesa poderá, se efetivada, resultar na economia de meios através da padronização e otimização de serviços.
URI: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1386
Appears in Collections:Coleção de Artigos (Saúde)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LAERTE Lobato de Moraes – Cel Med.pdf292.72 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.