Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1167
metadata.dc.type: Monografia
Title: Interferências extrarregionais na Zopacas: uma abordagem para a África do Sul
Authors: Gomes Junior, Jairo Geraldo
Advisors: Souza Neto, Danilo Marcondes de
Course: Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE)
Keywords: Segurança internacional - Atlântico Sul;Política externa;Inteligência estratégica;Defesa Nacional - Brasil;Inteligência - África do Sul
Issue Date: 2020
Publisher: Escola Superior de Guerra (Campus Rio de Janeiro)
Abstract: This monograph addresses Defense Intelligence, specifically its Strategic Intelligence approach, as a threat identification tool for Brazil, through academic studies that can be used as intelligence “proto-studies”, in strict alignment with documents conditions of the Brazilian legal framework that deal with National Defense. The objective of this study was, from the diagnosis of the defense and security situation of the “Strategic Surroundings”, South America, and, subsequently, from Africa bordering the South Atlantic (the “Strategic Surroundings further away”), to provide subsidies that serve as a basis for assessing the action of extra-regional powers that may interfere, in a deleterious way, in Brazilian interests in the South Atlantic Peace and Cooperation Zone (ZOPACAS). The adopted methodology included a bibliographic and documentary research, in order to seek theoretical references on the definition of power, within the scope of the International System, and to develop a dialogue between the past and the present of the relations between the ZOPACAS member countries and the their security and defense problems. Using economic data from the Observatory of Economic Complexity – OCE (SIMÕES e HIDALGO, 2011) and other analyzes, a geographic profile of South Africa was carried out to study the influence exerted by China, throughout the years 2010, after a wide action developed in the continent by the China-Africa Cooperation Forum (FOCAC). Based on the inductive method, the research concluded that China's performance in South Africa will not have the main threat to Brazilian interests in the economic field, but rather in the influence it exerts on the position taken by African countries in voting in multilateral forums, with emphasis on the General Assembly of the United Nations (UN), in view of the alignment it maintains with the position of Pretoria. From the point of view of interference in the status quo of ZOPACAS, the research identified that China is expanding its interests in the South Atlantic, which may prove to be a factor of concrete destabilization of the peace situation, given the possibility of extending, for the region, rivalries and conflicts foreign to it.
Description: Esta monografia aborda a Inteligência de Defesa, especificamente a sua vertente da Inteligência Estratégica, como uma ferramenta de identificação de ameaças para o Brasil, por meio de estudos acadêmicos que possam ser aproveitados como “proto-estudos” de inteligência, em estrito alinhamento aos documentos condicionantes do arcabouço jurídico brasileiro que versam sobre a Defesa Nacional. O objetivo deste estudo foi, a partir do diagnóstico da situação de defesa e segurança do “Entorno Estratégico próximo”, a América do Sul, e, na sequência, da África lindeira ao Atlântico Sul (o “Entorno Estratégico mais afastado”), fornecer subsídios que sirvam de base para a apreciação da ação de potências extrarregionais que possam interferir, de modo deletério, nos interesses brasileiros na Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (ZOPACAS). A metodologia adotada comportou uma pesquisa bibliográfica e documental, com o intuito de buscar referenciais teóricos sobre a definição de potência, no âmbito do Sistema Internacional, e para desenvolver um diálogo entre o passado e o presente das relações entre os países membros da ZOPACAS e os seus problemas de segurança e defesa. Utilizando dados econômicos oriundos do Observatory of Economic Complexity – OCE (SIMÕES e HIDALGO, 2011) e outras análises, foi realizado o recorte geográfico da África do Sul para o estudo da influência exercida pela China, ao longo dos anos 2010, após uma ampla ação desenvolvida no continente por meio do Fórum de Cooperação China-África (FOCAC). Pautada no método indutivo, a pesquisa concluiu que a atuação da China na África do Sul não terá no campo econômico a principal ameaça aos interesses brasileiros, mas sim na influência que exerce no posicionamento assumido pelos países africanos em votações nos fóruns multilaterais, com destaque para a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), tendo em vista o alinhamento que mantém com a posição de Pretória. Do ponto de vista da interferência no status quo da ZOPACAS, a pesquisa identificou que a China está ampliando seus interesses no Atlântico Sul, o que poderá vir a ser um fator de desestibilização concreta da situação de paz, dada a possibilidade de extender, para a região, rivalidades e conflitos estranhos a ela.
URI: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1167
Appears in Collections:Coleção de Monografias (Inteligência Estratégica)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAEPE.43 TCC VF.pdf2.09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.