Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.esg.br/handle/123456789/1057
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorQueiroz, Fábio Albergaria dept_BR
dc.contributor.authorRezende, Ricardo Guerrapt_BR
dc.date.accessioned2021-01-13T20:47:29Z-
dc.date.available2021-01-13T20:47:29Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.urihttps://repositorio.esg.br/handle/123456789/1057-
dc.descriptionEste trabalho explora elementos subjetivos que influenciam a postura do Estado na diplomacia de defesa, utilizando-se da Teoria Cognitiva do processo decisório para mapear os inputs dos ambientes operacional e psicológico e seus efeitos sobre as visões de mundo dos decisores. O objetivo é identificar como o Projeto Estratégico de Propulsão Hipersônica - PROPHIPER - do Comando da Aeronáutica pode contribuir para a criação da imagem de um Brasil em busca do desenvolvimento e da projeção de poder em nossa diplomacia de defesa. A pesquisa seguiu o modelo de raciocínio hipotético-dedutivo, com uma abordagem qualitativa, por meio da análise dos dados consultados em fontes documentais e bibliográficas. Lança um olhar sobre o papel do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério da Defesa na construção de imagens nacionais, bem como sobre a influência da ciência e tecnologia nas relações internacionais, a fim de verificar a existência de contraste entre os imperativos de defesa e as tradições diplomáticas brasileiras. Como resultado, conclui-se que as evidências apontam para a convergência de papéis entre as burocracias no emprego de tecnologias disruptivas, ao construírem imagens que se complementam e se alinham à cultura, tradições e identidades expressas na Carta Magna, ao mesmo tempo em que defendem o direito ao desenvolvimento tecnológico e buscam projetar o Brasil no concerto das nações.pt_BR
dc.description.abstractThis article explores subjective elements that influence the State's attitude in defense diplomacy, using the Cognitive Theory of the decision-making process to map the inputs of the operational and psychological environments and their effects on the decision-makers' worldviews. It aims to identify how the Hypersonic Propulsion Strategic Project - PROPHIPER - of the Air Force Command can contribute to build up a Brazilian image toward development and power projection in our defense diplomacy. The research followed the hypothetical-deductive reasoning model, with a qualitative approach, through the analysis of data consulted in documentary and bibliographic sources. It takes a look at the role of the Ministry of Foreign Affairs and the Ministry of Defense in the construction of national images, as well as the influence of science and technology on international relations, in order to verify the existence of a contrast between the imperatives of defense and the Brazilian diplomatic traditions. As a result, it is concluded that the evidence points to the convergence of roles between bureaucracies in the use of disruptive technologies, by building complement images and align with the culture, traditions and identities expressed in the Constitution, at the same time that they defend the right to technological development and seek to project Brazil in the concert of nations.en_US
dc.language.isoportuguêspt_BR
dc.publisherEscola Superior de Guerra (Campus Brasília)pt_BR
dc.subjectDiplomaciapt_BR
dc.subjectForça Aérea Brasileirapt_BR
dc.subjectTecnologiapt_BR
dc.subjectPolítica externapt_BR
dc.titleUma análise cognitiva do emprego de tecnologias disruptivas na diplomacia de defesa: paradoxo ou pragmatismo circunstancial? o caso do Projeto de Propulsão Hipersônicapt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.publisher.departmentCurso de Altos Estudos em Defesa (CAED)pt_BR
Appears in Collections:Coleção de Artigos (Diplomacia)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RICARDO GUERRA REZENDE - TCC CAED 2020.pdf490.9 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.